Informações Covid-19 e Procedimentos de entrada

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e são susceptíveis de alteração a qualquer momento.


Importante:

Agradecemos a comparência no Aeroporto 3 horas antes da hora de partida, para o check-in. Alertamos para a necessidade de efetuarem o check-in online 36h antes da data da partida, em voos regulares.
Uso de máscara obrigatório no aeroporto, embarque e durante o voo. Dependendo do regulamento de cada companhia aérea ou destino, poderá ter outro procedimento, deverá consultar as regras do local onde viaja (incluindo em transito) e a companhia aérea em que voa.

Mapa Interactivo IATA situação por país - Consulte aqui.

Portugal

Data de última atualização: 09 de Novembro 2021


No seguimento do Comunicado do Conselho de Ministros de 25 de novembro de 2021, informamos que a partir de dia 1 de dezembro de 2021 passa a ser obrigatório apresentar comprovativo de realização de teste laboratorial (RT-PCR) para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo ou um teste rápido de Antigénio (teste PCR não superior a 72h, teste antígeno não superior a 48h) ou o embarque ser-lhes-á recusado (incluindo cidadãos portugueses, residentes em Portugal e seus familiares e pessoas vacinadas  - exceção aos certificados de vacinação não aplicável entre 1 de dezembro de 2021 e 9 de Janeiro de 2022). Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.

 

Considera-se como teste PCR OU ANTIGÉNIO COVID-19 válido um exame efetuado por um laboratório certificado, contendo as seguintes informações:

1. Identificação do passageiro;

2. Identificação do laboratório em o teste foi realizado, com menção à respetiva certificação;

3. Referência à utilização da metodologia;

4. Data de realização do teste;

5. Resultado do teste como “negativo” /” Não detetável”

 

Os comprovativos de realização laboratorial de teste devem indicar, obrigatoriamente, o conjunto de dados normalizados acordados pelo Comité de Segurança da Saúde da União Europeia.

Apenas são admitidos os testes de antigénio (TRAg) que constem da lista comum de testes para despiste da doença COVID-19 no espaço comunitário (https://ec.europa.eu/health/sites/default/files/preparedness_response/docs/covid-19_rat_common-list_en.pdf).


CERTIFICADO DIGITAL COVID da UE

A partir de 1 de julho de 2021, é permitida a realização de viagens, por qualquer motivo, com destino a Portugal (continental e Ilhas) por viajantes que tenham de um Certificado Digital COVID.

Exceção aos certificados de vacinação não aplicável entre 1 de dezembro de 2021 e 9 de Janeiro de 2022.

São admitidos os seguintes certificados digitais COVID da UE:


a) Certificado de vacinação, que ateste o esquema vacinal completo do respetivo titular, com uma vacina contra a COVID -19. A vacinação é considerada completa 14 dias após:

  1. A dose única de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de uma dose, ou;
  2. A segunda dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses, ainda que tenham sido administradas doses de duas vacinas distinta, ou;
  3. primeira dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses por pessoas que recuperaram da doença, se estiver indicado no certificado de vacinação que o esquema de vacinação foi concluído após a administração de uma dose

b) Certificado de recuperação, que ateste que o titular recuperou de uma infeção por SARS-CoV -2, na sequência de um resultado positivo num teste TAAN realizado, há mais de 11 dias e menos de 180 dias


c) Certificado de teste TAAN realizado nas últimas 72h que antecedem o embarque no primeiro ponto da viagem OU teste antígeno realizado nas últimas 48h que antecedem o embarque no primeiro ponto de viagem


NOTAS:

 

  1. Os certificados podem ser apresentados de forma digital ou em papel
  2. Apresentação de Certificado Digital COVID da UE dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS -CoV -2 por motivos de viagem
  3. A apresentação de Certificado Digital COVID da UE de vacinação ou recuperação dispensa o cumprimento de quarentena ou isolamento por motivos de viagem.
  4. Os menores de 12 anos estão dispensados de apresentar um certificado digital COVID da UE ou um comprovativo de realização de teste para despistagem da infeção por SARS -CoV -2, relacionados com viagens.
  5. Os menores que viajem com um ou ambos os titulares das responsabilidades parentais, ou com outro acompanhante por eles responsável, estão dispensados da realização de quarentena quando o(s) acompanhante(s) sejam detentores de um certificado de vacinação ou de recuperação válido aquando da entrada em território nacional.
De acordo com disposto pelo Governo Português na legislação em vigor, o tráfego aéreo com destino a Portugal está autorizado a: 
 
a) Passageiros de voos de países que integram a União Europeia e países associados ao Espaço Schengen (Liechtenstein, Noruega, Islândia e Suíça) Reino Unido, EUA, Canadá e Brasil
 b) Passageiros de países cuja situação epidemiológica esteja de acordo com a Recomendação (DAS) 2020/1551, do Conselho, de 22 de outubro de 2020.
c) Passageiros de voos de países que não integram a União Europeia ou que não sejam países associados ao Espaço Schengen (exceto Reino Unido, EUA, Canadá e Brasil). exclusivamente por motivos essenciais (*) (**)
d) Passageiros de voos de repatriamento ou humanitários organizados nos termos da lei

(*) Motivos essenciais são viagens realizadas por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias.
(**) Não são requeridos motivos essenciais para viajar a passageiros portadores de certificados COVID digitais da UE (recuperação/vacinação) e passageiros portadores de certificados de recuperação/vacinação emitidos por países terceiros considerados equivalentes por decisão de execução da comissão europeia


De acordo com as diretivas da Direção Geral da Saúde  (DGS) e da Autoridade Nacional da Aviação Civil ANAC), é solicitado a todos os passageiros de voos internacionais, mesmos se em trânsito, o preenchimento de um  Formulário de Localização de Passageiros (PLC) para todos os voos com destino a Portugal Continental. Este formulário deve ser preenchido após a realização do check-in, de forma a poder ser incluído o número de lugar, e até ao início do embarque. O preenchimento será verificado na porta de embarque, seja  através de papel impresso* ou de apresentação num dispositivo móvel. O preenchimento será verificado na porta de embarque, seja  através de papel impresso* ou de apresentação num dispositivo móvel.



*passageiros que por motivo de falta de acesso à internet, desconhecimento da língua portuguesa ou inglesa ou infoexclusão, poderão preencher um PLC em papel.


O formulário PLCe está disponível online através do portal “Clean & Safe” a consultar aqui.


Açores

Data de última atualização: 05 de julho 2021

  1. TESTE: Obrigatório e pode ser efectuado de forma gratuita | Agendamento de teste gratuito
    1. Na idaÉ necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.
    2. No regresso: Não é necessário.
    3. QUARENTENA: Não obrigatória excepto se o passageiro não apresentar teste PCR negativo à chegada.
  2. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: No documento emitido pelo laboratório que realiza o teste diagnóstico devem constar as seguintes informações: Identificação do passageiro; Nome do laboratório acreditado onde o mesmo foi realizado, com menção à respetiva certificação; Referência à utilização da metodologia RT-PCR; Data de realização do teste; Resultado do teste como «negativo». Prolongando-se a estada na Região Autónoma dos Açores por sete ou mais dias, o passageiro deve realizar ao sexto dia, a contar a data de realização do primeiro teste, novo teste de despiste ao SARS-CoV-2, a promover pela autoridade de saúde local. Preenchimento de Questionário de Avaliação do Risco e Deteção Precoce


Voucher Destino Seguro Açores

Para usufruir desta iniciativa, terá de realizar um teste de despiste ao SARS-CoV-2 nas 72 horas que antecedem a hora de partida do seu voo. Após a receção do resultado negativo do seu teste de despiste, deve preencher o formulário disponível na página My Safe Azores antes do embarque, anexando o comprovativo de resultado negativo do seu teste. Após a validação da mesma, o Voucher Destino Seguro Açores, no valor de 50,00€, será remetido para o seu e-mail. Este Voucher será composto por um QR Code e por um código alfanumérico, e a indicação da sua data de validade, que será de dois meses a contar da sua emissão. Saiba mais aqui.


Exceções à obrigatoriedade do teste:

A obrigatoriedade referida nos pontos anteriores não se aplica nas seguintes situações:

  1. Passageiros com idade igual ou inferior a 12 anos:
  2. Passageiros com doença devidamente comprovada por declaração médica que ateste a incompatibilidade anatómica e/ou clínica para a realização de teste de diagnóstico SARS-CoV-2, através de colheita de material biológico pela nasofaringe, caso em que os passageiros devem submeter previamente à sua deslocação, com a antecedência mínima de cinco dias úteis, a referida declaração à Autoridade de Saúde Regional para validação, sem prejuízo de realização de teste serológico à chegada à Região Autónoma dos Açores;
  3. Passageiros que apresentem declaração de alta clínica de vigilância e das medidas de isolamento emitida pelo serviço público de saúde relativa a SARS-CoV-2, a qual tem a validade de 90 dias;
  4. Passageiros que apresentem Certificado Digital COVID da UE;

As declarações de exceção previstas nos pontos acima mencionados apenas poderão ser apresentadas em suporte de papel ou digital, excluindo-se o formato SMS.


CERTIFICADO DIGITAL COVID da UE


A partir de 1 de julho de 2021, é permitida a realização de viagens, por qualquer motivo, com destino a Portugal (continental e Ilhas) por viajantes que tenham de um Certificado Digital COVID.

São admitidos os seguintes certificados digitais COVID da UE:


a) Certificado de vacinação, que ateste o esquema vacinal completo do respetivo titular, com uma vacina contra a COVID -19. A vacinação é considerada completa 14 dias após:

  1. A dose única de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de uma dose, ou;
  2. A segunda dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses, ainda que tenham sido administradas doses de duas vacinas distinta, ou;
  3. primeira dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses por pessoas que recuperaram da doença, se estiver indicado no certificado de vacinação que o esquema de vacinação foi concluído após a administração de uma dose

b) Certificado de recuperação, que ateste que o titular recuperou de uma infeção por SARS-CoV -2, na sequência de um resultado positivo num teste TAAN realizado, há mais de 11 dias e menos de 180 dias


c) Certificado de teste TAAN realizado nas últimas 72h que antecedem o embarque no primeiro ponto da viagem OU teste antígeno realizado nas últimas 48h que antecedem o embarque no primeiro ponto de viagem


NOTAS:

 

  1. Os certificados podem ser apresentados de forma digital ou em papel
  2. Apresentação de Certificado Digital COVID da UE dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS -CoV -2 por motivos de viagem
  3. A apresentação de Certificado Digital COVID da UE de vacinação ou recuperação dispensa o cumprimento de quarentena ou isolamento por motivos de viagem.
  4. Os menores de 12 anos estão dispensados de apresentar um certificado digital COVID da UE ou um comprovativo de realização de teste para despistagem da infeção por SARS -CoV -2, relacionados com viagens.
  5. Os menores que viajem com um ou ambos os titulares das responsabilidades parentais, ou com outro acompanhante por eles responsável, estão dispensados da realização de quarentena quando o(s) acompanhante(s) sejam detentores de um certificado de vacinação ou de recuperação válido aquando da entrada em território nacional.


Voos de ligação inter-ilhas -  Açores - atualização de 14ABR2021

Com efectividade a 14/04/2021, aos passageiros que tenham teste negativo à Covid-19, realizado nas 72 horas anteriores ao voo, será permitido efetuar o voo de ligação inter-ilhas sem necessidade de validação do teste no primeiro ponto de entrada na Região Autónoma dos Açores (PDL ou TER).


Fontes de informação:

  1. Informação aos turistas
  2. Agendamento de testes Covid-19 gratuito
  3. Recomendações para uma viagem segura


Brasil

Data de última atualização: 29 de Novembro 2021


  1. TESTEObrigatório para turistas com idade igual ou superior aos 12 anos, viajando acompanhados (resultado apresentado em Português, Inglês ou Espanhol). Crianças com 2 anos ou mais a viajar desacompanhadas terão de apresentar o resultado do exame RT-PCR negativo. Os certificados digitais COVID da UE (vacinação, recuperação e teste) não são válidos para embarcar para o Brasil. Os passageiros que apresentem resultado de teste negativo em certificado da UE precisam também de ter o resultado emitido pelo laboratório que fez o teste. O  Brasil não vai reconhecer o resultado em “formato” certificado digital da UE.
    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo ou teste antígeno negativo até 24h antes do voo. 
    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.

  2. QUARENTENA: Não obrigatória. 
  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES:  Comprovativo do preenchimento da Declaração de Saúde do Viajante (DSV) preenchida (impressa ou por meio digital) com a concordância sobre as medidas sanitárias que devem ser cumpridas durante o período que estiver no país. Mais abaixo **


Nota: Continua suspensa, com caráter temporário, a autorização de embarque para o Brasil de passageiros provenientes ou com passagem pelo Reino Unido e Irlanda do Norte, África do Sul e Índia. Os passageiros que, nos últimos 14 dias, entraram ou transitam por esses países não são autorizados a entrar ou transitar no Brasil. Esta disposição não se aplica a:

  • - Brasileiro, nato ou naturalizado;
  • - Imigrante com residência de caráter definitivo, por prazo determinado ou indeterminado, no território brasileiro;
  • - Profissional estrangeiro em missão a serviço de organismo internacional, desde que devidamente identificado;
  • - Funcionário estrangeiro acreditado junto do Governo brasileiro;
  • - Estrangeiro:
    • Cônjuge, companheiro, pai ou curador de brasileiro;
    • Cujo ingresso seja autorizado especificamente pelo Governo brasileiro em vista do interesso público ou por questões humanitárias;
    •  Portador de Registo Nacional Migratório.

Nota: Os passageiros autorizados a entrar no Brasil que tenham estado no Reino Unido e Irlanda do Norte, India e Africa do Sul, estão obrigados a cumprir quarentena de 14 dias.


Declaração de Saúde do Viajante (DSV)

O preenchimento do formulário da DSV é feito no Portal da ANVISA e deve ser concluído nas 72 horas que antecedem o embarque. Uma vez que o DSV é um documento que apenas pode ser submetido via web, NÃO pode ser preenchido nem apresentado manualmente. A verificação da existência do email deve ser feita desde a origem, na primeira escala TAP de embarque do passageiro.

Os passageiros são informados sobre a necessidade de apresentar este email de confirmação para poderem embarcar, mal terminam a submissão dos dados.


** Teste Covid-19

Os preços variam conforme laboratório entre 350 e 400 BRL, sem deslocação e pagamento em reais. Deve apresentar no laboratório: Número e-ticket do seu bilhete aéreo emitido pela companhia aérea para uma data futura e documento pessoal com foto que comprove o nome idêntico ao bilhete aéreo. 

Os preços variam entre 100 e 120 Euros. Pagamento no local e em local a informar para efectuar teste PCR/Antigénio antes do voo regresso.



Protocolos existentes:


  1. Passageiros TAP Air Portugal têm desconto de 20% (parceria TAP) - Agendamento local através dos nossos receptivos locais. 
  2. Salvador - Custo estimativo é de 280 Brl (45 Eur) p/pax realização na Clínica DNA - https://dnagenetica.com.br/
  3. Maceió - Custo estimativo é de 350 Brl (55 Eur) p/pax realização e entrega de teste no hotel onde clientes estão alojados.
  4. Recife - Custo estimativo é de 350 Brl (55 Eur) p/pax realização no Real Hospital Português. Clientes alojados em Porto de Galinhas podem fazer e receber o resultado em 48h no hotel onde estão alojados


Fontes de informação:

  1. Informação aos turistas
  2. Medidas de prevenção
  3. Recomendações para reabertura do turismo
  4. Declaração de Saúde do Viajante (DSV)


Procedimentos individuais de cada hotel 

  1. Iberostar Bahia - Permite realização de teste Covid-19 - Gratuito
  1. Iberostar Praia do Forte - Permite realização de teste Covid-19 - Gratuito



Cabo Verde

Data de última atualização: 02 de Dezembro 2021


  1. TESTE: Obrigatório. 
    1. Na ida: A partir de 3 de Dezembro é necessário possuir teste PCR com resultado negativo até 72 horas antes do voo ou Teste Rápido Antigénio com resultado negativo até 48 horas antes do voo. Estão isentas deste procedimento as crianças que ainda não tenham completado 12 anos de idade. Informação conforme resolução nº 108/2021, 01 de Dezembro de 2021.
    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
  2. QUARENTENA: Não obrigatória. 
  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Deve preencher a ficha de vigilância e controlo sanitário obrigatória.


Formulário para preenchimento online | Formulário para preencher em papel


** Teste Covid-19

Permite realização de teste Covid-19 com custo estimativo entre 100 e 120 Eur (PCR) e entre 25 a 30 Eur (antigénio). O pagamento é local e em local a informar para efectuar teste PCR ou antigénio antes do voo regresso.



Locais onde pode fazer o teste PCR/Antigénio:


Ilha do Sal

Clinicas:
Delegacia de Saúde (em Espargos) - Horário das 08h às 09h

Clinica Santa Maria e Clinitur em Santa Maria - Agendamento com a clínica mas os testes são feitos diretamente nos hotéis;
Hotéis:
Oásis Salinas - Apenas para clientes alojados nos hotéis Oásis Salinas e Oásis Belorizonte;
RIU Palace Santa Maria - Apenas para clientes alojados nos hotéis RIU;

Ilha de Santiago

Centros de Saúde - Fazenda (PMI), Achada Santo António, Tira Chapéu, Ponta D'Água e Achada Grande Trás das 08:00 às 10:00 | Centros de Saúde de Picos e Ribeira Grande de Santiago  |  Lab.  Santa  Maria,  Plateau  |  Lab.  da  Policlínica  Cardiomed  |  Labmed  -  Praia  Clínica  |  LAC  –  Lab.  de  Análises  Clínicas  |  LabVida  |  Policlínica  Militar  |  Delegacias  de  Saúde  de  Tarrafal  de  Santiago,  São  Miguel,  Santa  Cruz,  Órgãos,  São  Domingos,  Santa  Catarina de Santiago.

*Aos fins de semana e feriados - Centro de Saúde de Fazenda das 08:00 às 12:00


Ilha de S.Vicente

Centro  de  Estágio  |  LaboJovem  |  CLINALISE  |  Biomédica  |  Medicentro  |  Delegacias  de  Saúde


Ilha de Santo Antão

Labo Jovem | Delegacias de Saúde de Ribeira Grande, Porto Novo e Paúl


Ilha de São Nicolau

LaboJovem | Delegacias de Saúde de Tarrafal e Ribeira Brava


Ilha do Fogo

Lab. do Hospital Regional São Francisco Assis | Centro de Saúde de Cova Figueira/Santa Catarina | Delegacias de Saúde de Mosteiro e São Filipe


Ilha da Boavista

Tavares Laboratório | Cardiomed | Delegacia de Saúde


Ilha do Maio

Delegacia de Saúde do Maio


Ilha da Brava

Delegacia de Saúde da Brava


Requisitos para voos inter-ilhas:

De acordo com a Resolução nº 169/2020 de 14 dezembro, as condições para viagens, entre as ilhas de Cabo Verde, a partir de 15 de dezembro 2020, foram alteradas e redefinidos os critérios de obrigatoriedade de apresentação de teste de despiste nas viagens interilhas em função da taxa de incidência acumulada nos últimos 14 dias, por 100 mil habitantes e deve verificar em que ilhas é obrigatório a apresentação de testes rápidos com resultado negativo e respetiva declaração, efetuado nas 72 horas que antecedem a viagem, através do site com a atualização da evolução do COVID-19 em Cabo Verde. Deve ter em atenção que todos os passageiros devem apresentar . *Formulário de Vigilância Sanitária - obrigatoriamente, independentemente da ilha de origem.


LINK DO FORMULARIO PARA VOOS INTERILHAS: https://survey123.arcgis.com/share/af3188749dbe4bfe898deca41009a72c


O custo do teste serológico rápido nas estruturas de saúde estatais em Cabo Verde é de 1.000$00 CVE (valor indicativo).


  1. É necessário fazer teste rápido, para quem viaja de:
    1. Santo Antão para: Boa Vista, Santiago, Fogo, São Nicolau, Sal, Maio e Brava
    2. São Vicente para: São Nicolau, Sal, Boa Vista, Santiago, Maio e Brava
    3. São Nicolau para: Qualquer ilha
    4. Sal para: Qualquer ilha
    5. Boavista para: Qualquer ilha
    6. Maio para: Qualquer ilha
    7. Santiago para: Qualquer ilha
    8. Fogo para: Qualquer ilha
    9. Brava para: Qualquer ilha
  2. Não é necessário fazer teste rápido, para quem viaja de:
    1. Santo Antão para: São Vicente
    2. São Vicente para: Santo Antão


Fontes de informação:

  1. Informação aos turistas
  2. Permissão para entrada em Cabo Verde  (Resolução nº 78/2021 de 30 de julho, art.º 13, 14, 15 e 16) 
  3. Formulário de declaração sanitária e entregar no destino | Formulário para preencher em papel
  4. Pré-Registo de Viagem Ease e Obtenção de Visto | Caso o pacote turistico adquirido possua TSA incluída e o cliente não necessite de visto não é necessário fazer o EASE.


Dubai

Data de última atualização: 29 de Novembro 2021


  1. TESTE: Obrigatório para turistas a partir dos 12 anos que viajem para o Dubai (teste terá de estar impresso e em inglês).
    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR  negativo até 72 horas antes do voo.
    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste. 
  2. QUARENTENA: Não obrigatória, (pode depender do país de que viaja). Todos os passageiros provenientes da Indonésia, Maldivas, Quénia, Tailândia, Tanzânia, que façam um stopover no Dubai, saindo da zona de trânsito no aeroporto, terão que realizar obrigatoriamente um teste adicional RT-PCR à Covid-19 à chegada ao Aeroporto do Dubai, sendo este teste gratuito. Os passageiros deverão permanecer em isolamento no seu hotel ou alojamento até receberem o resultado do teste.   
  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Deve fazer o download do aplicativo COVID19 – DXB Smart App para iOS ou Android.


Passageiros em Transito DXB:

Todos os passageiros que iniciaram a sua viagem no Afeganistão ou na Indonésia e estão em trânsito no Dubai devem possuir um certificado de teste RT‑PCR negativo para um teste realizado no máximo 48 horas antes da partida. O certificado de teste deve incluir um código QR.

Os passageiros em trânsito no Dubai a partir dos seguintes países devem apresentar um certificado de teste PCR à COVID‑19 negativo para um teste realizado no máximo 72 horas antes da partida, assim como cumprir todos os requisitos exigidos pelo seu destino final.

Angola, Argentina, Bahrain, Birmânia, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Camboja, Chile, Chipre, Costa do Marfim, Croácia, Djibuti, Egito, Eritreia, Eslováquia, Etiópia, Filipinas, Gana, Geórgia, Guiné, Hungria, Irão, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Malta, Marrocos, Moldávia, Montenegro, Nepal, Omã, Polónia, Qatar, Quénia, Quirguistão, Ruanda, Rússia, Senegal, Síria, Somalilândia, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Tajiquistão, Tanzânia, Tunísia, Turquemenistão, Turquia, Ucrânia, Uzbequistão, Zimbabué.


Os passageiros de todos os outros países não necessitam de um teste RT‑PCR à COVID‑19 para fazer trânsito no Dubai, salvo se exigido pelo seu destino final.


** Teste Covid-19

Os preços situam-se nos 85€/370 AED e podem ser agendados em diferentes laboratórios e com diferentes parceiros:

  1. Dubai Health Authority
  2. Emirates
  3. Receptivo Soltrópico


Fontes de informação:

  1. Informação aos turistas
  2. Fomulário de declaração sanitária
  3. Recomendações para reabertura do turismo


Egito

Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

  1. TESTE: Obrigatório para passageiros com mais de 6 anos de idade e teste terá de estar impresso e em inglês e com QR code ou carimbo do laboratório ou um certificado de vacinação com código QR e com mínimo de 14 dias após a toma da segunda dose. Algumas companhias aéreas não estão a aceitar o certificado de vacinação, a verificação terá que ser feita junta da companhia aérea antes da viagem. A chegada no aeroporto do Egito, os passageiros devem fazer um ID test (teste rápido covid -19) e se for positivo, os passageiros não poderão entrar no país. O teste é realizado no mesmo aeroporto e não substitui o teste PCR negativo que devem trazer de seus países. O custo do teste de identidade é de US $ 65,00 (equivalente a EGP 1000,00) e deve ser pago pelo passageiro na Seção de Quarentena do aeroporto do Cairo.
    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.
    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste. 
  2. QUARENTENA: Não obrigatória.
  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Devem preencher o formulário preenchido na chegada.

Ficam excepcionados de apresentar teste PCR à COVID-19 os passageiros portadores de certificado com Qr code, que comprove foi vacinado contra a COVID-19 e que completou a sua toma de vacinação há mais de 15 dias com uma vacina aprovada (atualmente AstraZeneca (Vaxzevria), Janssen, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm, Sinovac or Sputnik V).  


Fontes de informação:

    1. Informação aos turistas
    2. Recomendações para reabertura do turismo



    Indonésia

    Data de última atualização: 08 de Março 2021

    Fronteiras ao turismo internacional estão encerradas em data de reabertura prevista. 


    Madeira e Porto Santo

    Data de última atualização: 25 de Novembro 2021


    A Resolução 1208/2021 (Resolução n.º 1208/2021), de 19 de novembro, declara a situação de contingência na Região Autónoma da Madeira, introduzindo algumas alterações às regras em vigor:


    Uso de máscara:

    Manter a obrigatoriedade na Região Autónoma da Madeira do uso de máscara de proteção contra a doença COVID-19, por todos os cidadãos maiores de seis anos de idade, para o acesso, circulação ou permanência em espaços fechados e abertos, sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável.


    Regras Sanitárias:

    Recomendar à população local e visitantes o cumprimento integral das regras sanitárias, quer em espaços abertos, quer em espaços fechados, nomeadamente, o distanciamento social de 1,5 metros, a higienização das mãos e a etiqueta respiratória.


    Geral – Testagem (entrada em vigor apenas às 00:00 Horas de 27 de Novembro de 2021)

    Recomendar a testagem massiva da população local e visitantes, de sete em sete dias, através da realização de teste TRAg de despiste de infeção por SARS-CoV-2, cumulativamente com a apresentação de Certificado Digital Covid da União Europeia ou de documento que certifique que o portador foi vacinado contra a COVID-19, para o acesso a ginásios, estabelecimentos de jogos de fortuna e azar, cinemas, atividades noturnas, bares e discotecas, restaurantes, eventos culturais, eventos sociais, eventos desportivos, cabeleireiros e similares a todas as atividades anteriormente mencionadas, porém:

    a) Para o acesso aos supermercados/mercearias, grandes superfícies, farmácias, clínicas, consultórios médicos, dentários, veterinários, serviços médicos ou outros serviços de saúde e de apoio social, serviços de oxigénio e gases medicinais ao domicílio, serviços postais (CTT), serviços de atendimento ao público, entre eles, juntas de freguesia, serviços de finanças, serviços de segurança social, câmaras municipais e loja do cidadão, igrejas e outros locais de culto, postos de abastecimento de combustível, bem como para a utilização dos transportes públicos e para a prática de atos urgentes relacionados com serviços de justiça, as pessoas devem ser portadoras de teste TRAg de despiste de infeção por SARS-CoV[1]2, com resultado negativo, realizado nos últimos sete dias, ou em alternativa ser portadores de Certificado Digital Covid da União Europeia ou de documento que certifique que o portador foi vacinado contra a COVID-19;

    b) Relativamente ao acesso dos menores de 12 anos, não é exigível Certificado Digital Covid da União Europeia ou documento que certifique que o menor foi vacinado contra a COVID-19, nem a apresentação de teste TRAg de despiste de infeção por SARS-CoV-2;

    c) Ficam excecionadas as pessoas que por razões de saúde não podem ser vacinadas, mediante a apresentação de declaração médica formal, e as pessoas munidas de declaração médica formal que certifique que o portador está recuperado da doença COVID-19, emitido nos últimos 90 dias.


    Esclarecimentos adicionais:

    Nota 1: Os Hotéis não são mencionados nas recomendações. Então, no check in, não é recomendada a exibição de teste ou de certificado de vacinação.

    Nota 2: Para os testes semanais, os nossos turistas podem utilizar o serviço de testagem das farmácias ou qualquer outro local de testagem, conforme listagem constante no link abaixo.

    Lista_Locais_Aderentes_05_11_2021.xlsx (iasaude.pt)

    Nota 3: Os serviços para os quais o Governo Regional da Madeira recomenda ambos teste antigénio e Certificado de Vacinação (a partir de 27/11), para acesso são os seguintes: acesso a ginásios, estabelecimentos de jogos de fortuna e azar, cinemas, atividades noturnas, bares e discotecas, restaurantes, eventos culturais, eventos sociais, eventos desportivos, cabeleireiros e similares a todas as atividades anteriormente mencionadas.

    Nota 4: A recomendação é genérica para Bares e Restaurantes, pelo que os Bares e os Restaurantes dos Hotéis estão incluídos.

    Data de Vigência

    35 - A presente Resolução produz efeitos às 0:00 horas do dia 20 de novembro de 2021, mantendo-se em vigor até às 23:59 horas do dia 15 de dezembro de 2021.

    Com exceção das alíneas assinaladas acima em que a entrada em vigor é apenas às 00:00 Horas do dia 27, mantendo-se o seu términos a 15 de Dezembro.


              1. TESTE: Obrigatório e pode ser efectuado de forma gratuita. Aplicam-se excepções a consultar abaixo ***. | Agendamento de teste gratuito
                1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas ou teste rápido de antigénio (TRAg) até 48 horas antes do voo. Por seu lado, os passageiros que não tenham realizado teste PCR ou TRAg na origem, fá-lo-ão à chegada ao aeroporto, seguindo depois para o seu destino, onde devem aguardar, em confinamento, pela obtenção do resultado, durante um período estimado de 12h.
                2. No regresso: Sem necessidade de teste.
              2. QUARENTENA: Em casos excecionais de recusa de realização do teste à chegada, os passageiros poderão optar por 1) cumprir isolamento voluntário, pelo período de 14 dias, no seu domicílio ou no estabelecimento hoteleiro onde se encontre hospedado, sendo que, se a hospedagem for inferior a 14 dias, o confinamento terá a duração do período da hospedagem; ou 2) regressar ao destino de origem ou a qualquer outro destino fora do território da Região Autónoma da Madeira, cumprindo, até à hora do voo, isolamento no domicílio ou no estabelecimento hoteleiro em que se encontre hospedado. Nestes casos, os custos de hospedagem serão imputados ao viajante.
              3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Todos os passageiros deverão proceder ao preenchimento obrigatório do inquérito epidemiológico, disponibilizado pela Autoridade Regional de Saúde, na plataforma digital madeirasafe.com O preenchimento do questionário deverá ser feito nas 48h a 12h prévias ao embarque e deverá ser efetuado, individualmente, por cada passageiro, exceto dependentes até 12 anos de idade, cujo registo deverá ser incluído no inquérito de um dos adultos que o acompanham. Concluído o registo, o passageiro recebe uma notificação, via e-mail, com o seu código de acesso e respetivo QR Code, para ser apresentado à sua chegada ao Aeroporto da Madeira. O resultado do teste PCR ou TRAg pode, também, ser submetido, antecipadamente, na plataforma.

              Todos os passageiros desembarcados nos aeroportos da Região Autónoma da Madeira, sem exceção, estão sujeitos a triagem térmica.

               

              Ficam isentas de submissão a teste na infância e pré-adolescência, exceto:

                1. Crianças a partir dos 12 anos, sob parecer prévio das Autoridades de Saúde;
                2. Crianças com critérios de suspeita de doença COVID 19;
                3. Crianças cujos familiares ou acompanhantes sejam casos suspeitos;
                4. Outras situações validadas pelas Autoridades de Saúde.

                Ficam excecionados de apresentar teste PCR à COVID-19 ou de fazê-lo à chegada aos aeroportos da RAM, nos seguintes casos:

                1. Passageiros que estejam munidos de documento médico que certifique que o portador está recuperado da doença COVID-19 aquando do desembarque no território da Região Autónoma da Madeira, emitido nos últimos 90 dias;
                2. Passageiro munido de documento médico que certifique que o portador foi vacinado apenas com uma dose (em esquemas vacinais de duas doses), respeitado o período de ativação do sistema imunitário previsto no RCM, quando se trate de doentes recuperados da infeção por SARS-CoV-2 há mais de 90 dias, ou diagnosticados com a infeção após a toma da primeira dose da vacina;
                3. Passageiros que apresentem Certificado Digital COVID da UE.

                As declarações de exceção previstas nos pontos acima mencionados apenas poderão ser apresentadas em suporte de papel ou digital, excluindo-se o formato SMS.


                CERTIFICADO DIGITAL COVID da UE


                A partir de 1 de julho de 2021, é permitida a realização de viagens, por qualquer motivo, com destino a Portugal (continental e Ilhas) por viajantes que tenham de um Certificado Digital COVID.

                São admitidos os seguintes certificados digitais COVID da UE:


                a) Certificado de vacinação, que ateste o esquema vacinal completo do respetivo titular, com uma vacina contra a COVID -19. A vacinação é considerada completa 14 dias após:

                1. A dose única de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de uma dose, ou;
                2. A segunda dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses, ainda que tenham sido administradas doses de duas vacinas distinta, ou;
                3. primeira dose de uma vacina contra a COVID -19 com um esquema vacinal de duas doses por pessoas que recuperaram da doença, se estiver indicado no certificado de vacinação que o esquema de vacinação foi concluído após a administração de uma dose

                b) Certificado de recuperação, que ateste que o titular recuperou de uma infeção por SARS-CoV -2, emitido nos últimos 90 dias.



                NOTAS:

                 

                1. Os certificados podem ser apresentados de forma digital ou em papel
                2. Apresentação de Certificado Digital COVID da UE dispensa a realização de testes para despistagem da infeção por SARS -CoV -2 por motivos de viagem
                3. A apresentação de Certificado Digital COVID da UE de vacinação ou recuperação dispensa o cumprimento de quarentena ou isolamento por motivos de viagem.
                4. Os menores de 12 anos estão dispensados de apresentar um certificado digital COVID da UE ou um comprovativo de realização de teste para despistagem da infeção por SARS -CoV -2, relacionados com viagens.
                5. Os menores que viajem com um ou ambos os titulares das responsabilidades parentais, ou com outro acompanhante por eles responsável, estão dispensados da realização de quarentena quando o(s) acompanhante(s) sejam detentores de um certificado de vacinação ou de recuperação válido aquando da entrada em território nacional.


                Ligação inter-ilhas -  Arquipélago da Madeira - atualização de 25 de Novembro 2021


                REGRA 01 - Ao programar a sua viagem para a Madeira e Porto Santo, é importante conhecer as normas em vigor na Região, no âmbito da prevenção e contenção da COVID-19.

                REGRA 02 - Deverá fazer o registo e preencher o inquérito epidemiológico em www.madeirasafe.com

                REGRA 03 - Todos os passageiros que pretendem viajar para o Porto Santo (via aérea ou marítima) devem ser portadores de um teste rápido de antigénio, com resultado negativo, realizado até um periodo máximo 7 dias antes da viagem (de barco ou avião).

                Para beneficiar de um teste gratuito, pode recorrer a um dos postos aderentes (farmácias, clínicas e laboratórios) ao protocolo com o Governo Regional.

                VER FARMÁCIAS -Ao agendar o seu teste terá que fazer prova da compra da viagem para o Porto Santo.

                Não serão aceites, em nenhuma circunstância, auto-testes.

                Exceções aos testes: Crianças até aos onze anos de idade

                REGRA 04 - A apresentação do teste rápido de antigénio negativo, realizado até um período máximo 7 dias antes da viagem, é obrigatório para os dois percursos da viagem, seja via aérea ou marítima.

                REGRA 05 – CORREDOR VERDE – Passageiros portadores de certificado de vacinação (documento que comprova a vacinação completa) e/ou comprovativo de recuperado COVID-19 até 90 dias, passam a ser elegíveis de entrada direta no Porto Santo e na Madeira, sem necessidade de testagem. Os documentos mencionados devem ser submetidos na plataforma do madeirsafe.com no momento do registo.

                REGRA 06 - Todos os passageiros durante a sua estadia deverão respeitar as orientações emanadas pela Autoridade Regional de Saúde.


                Fontes de informação:

                1. Informação aos turistas
                2. Formulário de declaração sanitária/Registo de Viajante:
                3. Recomendações para uma viagem Segura
                4. Registo do viajante
                5. Viagens inter-ilhas


                Maldivas

                Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                1. TESTE: Obrigatório a todos os passageiros com mais de um ano até 96 horas do embarque e teste terá de estar impresso, em inglês e ter o nome dos passageiros como no passaporte, bem como o nome e morada do laboratório que realizou o teste. Os turistas que tenham o comprovativo (em inglês) de terem completado a vacinação contra o COVID-19 necessitam obrigatoriamente de realizar o teste PCR para entrar nas Maldivas.
                  1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 96 horas antes do voo. Os passageiros que estão em trânsito por mais de 24h para chegar as Maldivas, têm de repetir o teste.
                  2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 96h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                    Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                2. QUARENTENA: Não obrigatória.
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Obrigatória a apresentação no check-in do voo o QR code IMUGA, obtido através do preenhimento da declaração, Travel Health Declaration, nas 24 horas anteriores ao embarque do vooFormulário de declaração sanitária.  

                Nota: No cenário atual de pandemia global, o Governo Português continua a desaconselhar fortemente qualquer viagem não absolutamente essencial às Maldivas.


                ** Teste Covid-19

                Preços variam de resort para Resort, sendo que em alguns alojamentos pode ser gratuito (depende dos dias de estadia ou tipo de quarto contratado). Teste PCR de regresso, é efectuado no resort de estadia, com a devida antecedência . A marcação do teste PCR para o regresso, deve ser feita na altura do check in no resort, apresentando o bilhete do voo de regresso. Verificar quais as condições necessárias para entrada/saída nos países de escala, caso seja o caso.


                Fontes de informação:

                1. Informação aos turistas
                2. Decreto de formulário médico
                3. Formulário médico Travel Health Declaration
                4. Recomendações para reabertura do turismo


                Procedimentos individuais de cada hotel 
                1. Reethi Faru - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo n/a
                2. The Barefoot - Permite realização de teste Covid-19 - custo estimativo 130 USD reserva e pagamento local
                3. Riu - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 100 USD reserva e pagamento local | Parte 2
                4. Constance Moofushi - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 185 USD reserva e pagamento local
                5. The Sun Syiam - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 168 USD reserva e pagamento local
                6. Atmosphere - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 100 USD reserva e pagamento local
                7. Villa Hotels - Permite realização de teste Covid-19 - custo estimativo 150 USD reserva e pagamento local
                8. Kudafushi - Permite realização de teste Covid-19 - custo estimativo 112 USD reserva e pagamento local
                9. Anantara Veli - Permite realização de teste Covid-19 - custo estimativo 205 USD reserva e pagamento local
                10. Lily Beach - Permite realização de teste COVID-19| Gratuito (até 2adt + 1chd p/rsva) / Extra custo est. 200 USD e pagamento local
                11. Adaaran Medduppahru - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 150 USD reserva e pagamento local
                12. Cocoon - Permite realização de teste COVID-19 - custo estimativo 185 USD reserva e pagamento local
                13. Kuramathi - Permite realização de teste Covid-19 - custo estimativo 110 USD reserva e pagamento local


                Maurícias

                Data de última atualização: 29 de Novembro 2021


                1. TESTE: Obrigatório e teste terá de estar impresso e em inglês.
                  1. Na ida: É obrigatório todos os passageiros apresentarem um teste PCR negativo, realizado até 3 antes da data do último voo de partida. A reabertura das fronteiras decorre em várias fases:
                    • Fase 1 - até 30 de Setembro: a)  Turistas com vacinação completa: apresentam um teste PCR negativo realizado até 3 dias antes da data do último voo de partida, à chegada e no 7º dia de estadia; Passageiros menores de 18 anos estão isentos de vacinação, no entanto, tem de realizar os testes PCR conforme indicado acima; A administração da segunda dose da vacina deve ter  sido realizada pelos menos 14 dias antes da chegada, exceto no caso da vacina Jonhson & Jonhson, a qual deve ter sido administrada pelo menos 28 dias antes da chegada; b) - Turistas não vacinados: apresentam um teste PCR negativo realizado até 3 dias antes da data do último voo de partida, à chegada e ao 7º e 14º dia de estadia e realizam quarentena obrigatória de 14 dias em hotéis designados pelo governo das Maurícias www.mauritiusnow.com.
                    • Fase 2 – a partir de 1 de Outubro: a) Turistas com vacinação completa: apresentam um teste PCR negativo realizado até 3 dias antes da data do último voo de partida, realização de um teste PCR a chegada no aeroporto, e outro ao fim de 5 dias de estadia e podem explorar a ilha sem outras restrições; b) Turistas não vacinados: apresentam um teste PCR negativo realizado até 3 dias antes da data do último voo de partida, à chegada e ao 7º e 14º dia de estadia e realizam quarentena obrigatória de 14 dias em hotéis designados pelo governo das Maurícias www.mauritiusnow.com.
                  2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                    Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.

                2. QUARENTENA:  14 dias antes de poder continuar a sua viagem e após realização de um novo teste PCR com resultado negativo para turistas não vacinados. 
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: N.A.

                Fontes de informação:

                1. Medidas de prevenção
                2. Recomendações para reabertura do turismo


                Marrocos

                Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                Todos os voos comerciais de/para Marrocos estão suspensos por duas semanas, a partir das 23h59 de 29 de novembro de 2021.

                1. TESTE: Obrigatório para passageiros com mais de 11 anos e o teste terá de estar impresso e em inglês ou francês.
                  1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo máximo até 48h.
                  2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                    Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                2. QUARENTENA:  Não obrigatória. 
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Têm a obrigatoriedade de preenchimento do formulário “Public health passenger form” antes da partida do voo.


                Notas: Desde 20 de Outubro 2021, as autoridades de Marrocos decretaram, e até nova indicação, a suspensão de voos de e para: 

                - Alemanha

                - Países Baixos

                - Reino Unido 


                Lista de países A

                Inclui todos os países com indicadores positivos relativamente ao controlo da situação epidemiológica, em particular a propagação de variantes do vírus.

                Os passageiros podem entrar em Marrocos se se apresentarem:

                1. Um certificado de vacinação completa válido a partir de duas semanas após a 2ª dose de uma vacina de duas doses, ou da dose única de uma vacina de toma unica, OU
                2. Um teste PCR com resultado negativo realizado no máximo 48h antes do embarque para Marrocos

                Países da lista B

                inclui todos os países não abrangidos pelas medidas de saúde contidas na lista "A", e que estão a experimentar uma propagação de variantes ou a ausência de estatísticas precisas sobre a situação epidemiológica.

                 

                Os passageiros só podem entrar em Marrocos se : 


                A) Passageiros totalmente vacinados:

                Um certificado de vacinação completa, valido a partir de duas semanas após a 2ª dose de uma vacina de duas doses, ou da dose única de uma vacina de toma única

                E

                um teste PCR negativo realizado há não mais de 48h antes do embarque para Marrocos


                B) Passageiros não totalmente vacinados:

                a) passageiros não nacionais (e seus familiares: parceiros, ascendentes e descendentes) ou residentes:

                • um teste PCR negativo realizado há não mais de 48h antes do embarque para Marrocos
                • prova de pagamento de uma reserva confirmada num dos hotéis definidos pelo governo, onde irão cumprir a quarentena de 10 dias. Ao 9º dia, será realizado um teste PCR
                • uma declaração de honra aceitando as regras sanitárias em vigor em Marrocos (ver 29AGO2021 MORROCO self declaration A)

                b) passageiros nacionais (e seus familiares: parceiros, ascendentes e descendentes) ou residentes:

                • um teste PCR negativo realizado há não mais de 48h antes do embarque para Marrocos,
                • autoisolamento na sua residência durante 5 dias, realizando um teste antígeno ou PCR ao 5º dia
                • uma declaração de honra aceitando as regras sanitárias em vigor em Marrocos (ver 29AGO2021 MORROCO self declaration B)


                A categorização dos países em lista A ou B pode ser confirmada em https://www.sante.gov.ma/pages/actualites.aspx?idactu=434


                Vacinas aprovadas: AstraZeneca (Vaxzevria), Covishield, Janssen, Moderna, Pfizer-BioNTech (Comirnaty), Sinopharm, Sinovac e Sputnik.


                ** Teste Covid-19

                Existe a possibilidade de fazer o teste via o nosso receptivo. O custo é 800 MAD por pessoa por teste (laboratório privado) sendo o local do teste no laboratório ou no hotel. 

                O resultado é comunicado entre 48/72h 
                O valor inclui: transferes hotel/laboratório/hotel ou custo do transporte para a equipa médica realizar o teste no hotel. 
                O agendamento pode ser feito através da Soltrópico no acto da reserva.

                Fontes de informação:

                1. Informação aos turistas
                2. Medidas de prevenção
                3. Recomendações para reabertura do turismo



                Qatar

                Data de última atualização: 08 de Março 2021

                Fronteiras ao turismo internacional estão encerradas em data de reabertura prevista. 

                Fontes de informação:

                1. Informações aos Turistas


                Quénia

                Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                1. TESTE: Obrigatório para turistas a partir dos 5 anos (inclusivé) quer viajem/transitem. O teste terá de estar impresso e em inglês.
                  1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 96 horas antes da chegada.
                  2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. oTeste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                    Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                2. QUARENTENA:  Não obrigatória, dependendo da classificação do país. Consulte a lista https://www.kcaa.or.ke/covid-19/quarantine-exempted-states
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Têm a obrigatoriedade de preenchimento do formulário antes da chegada.


                ** Teste Covid-19

                Permite realização de teste Covid-19 com custo estimativo de 90 us p/pax só em Nairobi


                Fontes de informação:

                1. Formulário de Vgilância de saúde do Viajante
                2. Declaração a preencher antes da partida para passageiros Kenya Airways
                3. Medidas de prevenção


                Ras Al Khaimah

                Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                1. TESTE: Obrigatório para turistas a partir dos 12 anos quer viajem/transitem via RKT (teste terá de estar impresso e em inglês)
                  1. Na ida: É necessário possuir teste PCR  negativo até 72 horas antes da partida
                  2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                    Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                2. QUARENTENA: Não obrigatória.
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: N.A.


                ** Teste Covid-19

                Permite realização de teste Covid-19 com de 150 AED / 41 USD por pessoa a partir de 01/01/2021


                Fontes de informação:

                1. Informação aos turistas
                2. Fomulário de declaração sanitária
                3. Recomendações para reabertura do turismo | Parte 2


                São Tomé e Princípe

                Data de última atualização: 30 de Agosto 2021

                1. TESTE: Obrigatório para turistas a partir dos 5 anos (3 anos no caso de inter-ilhas).
                  1. Na ida: É necessário possuir impresso o resultado de teste PCR  negativo até 72 horas antes da partida (4 dias antes).
                  2. No regresso: Em voos da STP Airways é necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Em voos TAP  é necessário possuir teste PCR negativo até 48h antes do voo. O certificado digital não é válido para regressar. Estão isentas deste procedimento as crianças que ainda não tenham completado 12 anos de idade. 
                  3. Voos internos: Para viagens entre a Ilha do Príncipe e São Tomé (e vice-versa), os passageiros devem apresentar obrigatoriamente, no momento da partida, o comprovativo da  realização de testes rápidos de antigénio (TRAg) nos dois sentidos,  com resultado negativo, efetuados até 24h antes do embarque.
                2. QUARENTENA: Não obrigatória.
                3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Preencher o Questionário da Vigilância de Doenças Transmissíveis onde constam a identidade do passageiro assim como local de permanência em São Tomé.


                ** Teste Covid-19

                O custo do teste PCR é aproximadamente de 1000 STN, o equivalente a 40 EUR, valor pago localmente através de um depósito numa conta do Banco Internacional de São Tomé (5683275/101). Os testes não carecem de marcação prévia, devendo apenas deslocar se ao local no horário indicado.


                STP:

                1. Quartel General das Forças Armadas de São Tomé: 08h30 às 11h30
                2. Laboratório Nacional de Referência da Tuberculose: 08h30 às 10h30

                  Príncipe:

                  1. Centro Policlínico de Água Grande


                  Procedimentos individuais de cada hotel 

                  Procedimentos individuais de cada hotel 

                  1. Pestana São Tomé
                  2. Praia Inhame
                  3. Mucumbli



                  Tailândia


                  Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                  1. TESTE: Obrigatório teste PCR em inglês, para viagens à Tailândia ou em trânsito e certificado de vacinação com código QR com mínimo de 14 dias após a toma da segunda dose.
                    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.
                    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                  2. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Os passageiros devem ter um certificado de entrada (COE) impresso emitido pela Embaixada ou Consulado da Tailândia. Fazer o Download da aplicação ThailandPlus e registrar-se usando o número COE e o código de referência. Seguro de viagem com cobertura médica completa com um plafond de pelo menos 100.000 USD.

                  Vacinas aprovadas: AstraZeneca (Vaxzevria), AZD12222 (SK Bioscience Co Ltd.), Covishield, Janssen, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm e Sinovac.

                  A Tailândia prevê a seguinte abertura gradual.

                   

                  De Julho a Setembro de 2021

                  Cidades abertas para o turismoCidades abertas ao turismo: Phuket (toda a ilha), Na Thon e Samui.

                  Condições: Os turistas vacinados que viajam para Phuket não terão de ficar em quarentena, mas terão de permanecer durante 14 dias na ilha antes de poderem viajar para as outras cidades mencionadas.

                  Nota: Os certificados de vacinação, assim como os pedidos de monitorização e controlo de viagens no país serão anunciados mais tarde.


                  De Outubro a Dezembro de 2021

                  Cidades abertas ao turismoPhuket (toda a ilha), Krabi, Phang Nga, Samui, Chonburi (Pattaya) e Chiang Mai.

                  Condições: Os turistas vacinados não terão de ficar em quarentena, serão testados à chegada e deverão permanecer 14 dias na província escolhida para iniciar a sua viagem.

                  Nota: Os certificados de vacinação, assim como os pedidos de acompanhamento e controlo para viajar pelo país serão anunciados mais tarde.

                   

                  Janeiro 2022 em diante

                  Está prevista a abertura do país sem quaisquer medidas e poderá viajar livremente.



                  Tanzânia


                  Data de última atualização: 29 de Novembro 2021

                  1. TESTE: Obrigatório e teste terá de estar impresso e em inglês.
                    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.
                    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                  2. QUARENTENA:  Não obrigatória. 
                  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Os passageiros estão sujeitos a um teste de antígeno à COVID-19 na chegada, por conta própria (custo indicativo de 25USD). Têm a obrigatoriedade de preenchimento do formulário 24 horas antes da chegada "vigilância de saúde do viajante" e apresenta-lo à chegada.

                  ** Teste Covid-19

                  Permite realização de teste Covid-19 com custo estimativo de 90 a 100 US por pessoa.

                  Fontes de informação:

                  1. Formulário de Vgilância de saúde do Viajante
                  2. Declaração a preencher antes da partida para passageiros Kenya Airways
                  3. Medidas de prevenção


                  Tunísia

                  Data de última atualização: 29 de Novembro 2021


                  1. TESTE: Obrigatório a viajantes com mais de 12 anos e teste terá de estar impresso e em inglês ou francês e possuir QR code.
                    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo, com Qr code, até 72 horas antes do voo (mesmo que vacinados ou recuperados da infecção COVID-19).
                    2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                      Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                  2. QUARENTENA: Os passageiros à chegada à Tunísia, terão de  cumprir o auto-confinamento durante 7 dias.

                  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES:  Cumprir os testes rápidos aleatórios de antigénios realizados à chegada. Preenchimento de questionário em https://app.e7mi.tn/travelers/add Será criado um código QR ao completar o formulário e esse código tem de ser mostrado no embarque do voo e aquando a chegada à Tunísia.


                  Exceções à obrigatoriedade da quarentena:

                  1. Passageiros com o certificado de vacinação com um código QR emitido pelas autoridades competentes, atestando a vacinação completa para a COVID-19.


                  ** Teste Covid-19

                  Aproximadamente 65 euros.


                  Locais a realizar testes:

                  Hammamet

                  Polyclinique Hammamet (+216 72  266000)


                  Sousse & Port El Kantaoui

                  Clinique EssalemSousse (+216 73210375) 

                  Clinique Les Oliviers Sousse (+216 7324711)


                  Monastir
                  CliniqueEssouani (+216 73501001)


                  Mahdia

                  Polyclinique Errahma Mahdia (+216 29503000)


                  Djerba

                  Clinique ArijPolyclinique (+216 70557480)

                  Polyclinique Djerba la Douce (+216 75730100)


                  Fontes de informação:

                    1. Informação aos turistas
                    2. Recomendações para reabertura do turismo


                    Zanzibar

                    Data de última atualização: 29 de Novembro 2021


                      1. TESTE: Obrigatório e em deve ser apresentado impresso e em inglês.
                        1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo. 
                        2. No regresso: É necessário possuir teste PCR negativo até 72h antes do voo ou teste Antigénio negativo 48h antes do voo. Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal, mesmo para quem tenha o certificado digital de vacinação Covid da UE, qualquer que seja o ponto de origem do voo ou nacionalidade do passageiro.
                          Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
                      2. QUARENTENA: Não obrigatória. 
                      3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Os passageiros estão sujeitos a um teste de antígeno à COVID-19 na chegada, por conta própria (custo indicativo de 25USD). Têm a obrigatoriedade de preenchimento do formulário 24 horas antes da chegada "vigilância de saúde do viajante" e apresenta-lo à chegada.  Ver aqui 


                      ** Teste Covid-19

                      Aproximadamente 80 USD para com deslocações a cargo dos clientes para o hospital de Stone Town e  135 USD/pax com teste efectuado e entregue no hotel onde clientes estão alojados.


                      Fontes de informação:

                      1. Formulário de Vgilância de saúde do Viajante
                      2. Declaração a preencher antes da partida para passageiros Kenya Airways
                      3. Medidas de prevenção


                        Destinos de trânsito

                        Última actualização: 07 de julho

                        via Alemanha

                        A partir de 7 de Julho de 2021 (data para a entrada), serão aplicadas novas regras para a entrada e trânsito na República Federal da Alemanha, uma vez que Portugal foi reclassificado, como zona de “alta incidência de vírus”.

                        Teste obrigatório a todos os passageiros com mais de 6 anos de idade com destino ou em trânsito na Alemanha devem no momento do embarque apresentar um dos 3 possíveis certificados médicos seguintes:

                        1. Confirmação de teste negativo (digital ou impresso ):

                        Pode ser um teste PCR / RT-LAMP- / TMA com menos de 72h (hora do teste), ou teste AntiGen com menos de 48h ou 24h (hora do teste - dependendo se está numa área de variante do vírus) antes da hora de entrada na Alemanha;

                        2. Confirmação de imunidade (digital ou impressa): a prova de recuperação deve ser um teste PCR- / LAMP- / TMA positivo, emitido entre 28 dias e 6 meses antes da entrada na Alemanha;

                        3. Confirmação de vacinação (digital ou impressa): "vacinação concluída", ou seja, os passageiros são considerados vacinados se tiverem completado a sua toma de vacinação há mais de 14 dias com uma vacina aprovada na UE (atualmente BioNTech / Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson).

                         

                        Os certificados são aceites em inglês, francês, alemão, italiano ou espanhol; Autotestes não são válidos.

                        Exceção:  Passageiros titulares do Certificado Digital UE Covid-19 de vacinação ou de recuperação da doença, estão isentos da apresentação de teste negativo à chegada à Alemanha.


                        Os passageiros que tenham permanecido numa área de variantes de preocupação (COV) durante os últimos 10 dias antes da entrada devem apresentar prova de teste negativo dor SARS-Cov2. Não será aceite um certificado de vacinação ou uma prova de recuperação da SARS-Cov2.


                        A classificação atual de todos os países e regiões está disponível no site do Instituto Robert Koch:

                        https://www.rki.de/DE/Content/InfAZ/N/Neuartiges_Coronavirus/Risikogebiete_neu.html

                        via Espanha

                        A partir de 23 de Novembro de 2020 passa a ser obrigatório fazer teste ao Covid a menos de 72 horas do embarque para todos os passageiros, bem como a atual obrigatoriedade de Preenchimento de questionário obrigatório para passageiros que viajam para Espanha ou via Espanha: https://www.spth.gob.es/

                        O preenchimento do formulário dará origem ao código QR que terá de ser mostrado (em papel ou no telemóvel) à companhia aérea antes do embarque e no controlo sanitário à chegada a Espanha.


                        A lista dos países ou zonas de alto risco, sujeitos a esta medida, será revista cada quinze dias e pode ser consultada aqui

                        Os passageiros com trânsito em Espanha estão dispensados de apresentar o teste PCR negativo se não houver necessidade de sair da zona restrita do aeroporto.

                        via Países Baixos

                         

                        Preenchimento de questionário obrigatório, Health Declaration Form, para passageiros que viajam para ou via Países Baixos. Os clientes que viajam para a Holanda provenientes de um país de risco elevado (um país de risco elevado é um país que não está na lista de países seguros da UE), em que a proibição de viagens não se aplica, têm duas opções:

                        Opção 1: apresentar um teste NAAT* à COVID-19 com resultado negativo, que tenha sido realizado nas últimas 24 horas que antecedem o embarque num voo para a Holanda.

                        Opção 2: mostrar um teste NAAT* à COVID-19 com resultado negativo, que tenha sido realizado nas últimas 72 horas antes da chegada a Amesterdão, e um teste rápido com resultado negativo, que tenha sido realizado nas últimas 24 horas que antecedem o embarque num voo para a Holanda.

                        Os clientes que tenham uma ligação no Aeroporto de Amesterdão-Schiphol devem apresentar também um teste NAAT* à COVID-19 com resultado negativo, que tenha sido realizado nas últimas 72 horas antes da chegada ao Aeroporto Amesterdão-Schiphol. Não é preciso um teste rápido adicional para passageiros em trânsito. 

                        *Teste NAAT à COVID-19 é a nova terminologia para os testes PCR à COVID-19. Os testes NAAT à COVID-19 aprovados são testes PCR, mPOCT, NAAT, RT-PCR, RT-LAMP e TMA.


                        via Rússia

                        A partir do dia 01AUG passa a ser obrigatório fazer teste ao Covid a menos de 72 horas do embarque para todos os passageiros que transitem via Rússia: https://www.aeroflot.ru/ru-en/covid-19

                        Companhias Aéreas

                        1. TAP
                        2. SATA
                        3. Turkish Airlines
                        4. Emirates
                        5. Emirates - Asistência Covid-19 Novo Seguro Multi-risk
                        6. Qatar Airways
                        7. STP
                        8. Air Europa
                        9. Air France
                        10. KML
                        11. Aeroflot
                        12. Latam
                        13. Royal Air Maroc
                        14. Lufthansa



                        Política de Cookies

                        Este site usa cookies próprios e de terceiros, de modo a proporcionar-lhe uma melhor experiência e serviço. Ao clicar em "Aceitar", autoriza o uso de cookies. Pode, no entanto, alterar a configuração de cookies sempre que pretender.

                        Política de cookies